Barragem ganha melhor filme do ano no 23º Fica

14/06/2022

A 23ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) terminou dia 5 de junho com a cerimônia de premiação das mostras competitivas realizada no Cine Teatro São Joaquim, na cidade de Goiás (GO). O musical 7X Pecado, da Broadway In Concert, fechou a programação cultural do festival, que teve 13 dias de duração e formato presencial, depois de dois anos de restrições por conta da pandemia de COVID-19.

A edição 2022 do Fica teve 474 filmes inscritos para mostras competitivas, produções que vieram de 20 países. Além da exibição de filmes e oficinas, o festival ofereceu shows de diversos cantores vilaboenses, apresentações artísticas e culturais espalhadas pela cidade, encontro multiétnico, espetáculo de teatro, feira gastronômica, mostras de fotografia e muito mais.

O secretário de Cultura, Marcelo Carneiro, destacou a importância do Fica para a valorização das produções e da cultura local. Finalizou desejando que todos tenham aproveitado o festival e que levem para suas casas mais informação e conscientização. “O Fica se despede esse ano deixando um legado de valorização do cinema, do meio ambiente e também de esperança de dias melhores”, enfatizou.

O Prêmio Cora Coralina (melhor filme do ano) foi para o documentário ‘Barragem’, de direção de Eduardo Ades. A película mostra a luta dos atingidos pelo maior desastre ambiental do Brasil para obter reparação. Após o rompimento da barragem de rejeitos de mineração da Samarco, em 2015, os moradores de Bento Rodrigues ficaram sem casa e sem fonte de renda. Desilusão, desinformação, desunião, protelações e outras manobras marcarão o caminho de resistência dos atingidos ao longo dos anos.

Tags