Sanepar investe R$ 250 milhões na RMC

31/01/2022

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) antecipou as obras previstas no Planto Diretor de Abastecimento do Sistema de Abastecimento de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC) e a execução de outras obras já planejadas para atender ao crescimento da demanda por água. Além disso, a companhia manteve os investimentos que aumentaram o atendimento de coleta e tratamento de esgoto na Região Metropolitana. 

Entre 2019 e setembro do último ano, a Sanepar investiu R$ 246,5 milhões na Região Metropolitana de Curitiba, dos quais R$ 116,1 milhões destinados a sistemas de abastecimento de água, R$ 118,3 milhões no esgotamento sanitário e R$ 11,8 milhões em serviços administrativos e comerciais. A Sanepar atende 100% da população urbana da Região Metropolitana de Curitiba com água tratada e 70,87% com coleta e tratamento de esgoto. Em Curitiba, 97,85% dos moradores têm acesso ao serviço de esgotamento sanitário. 

Na área de abastecimento, a Sanepar realizou a transposição do Rio Capivari para a Barragem do Iraí, obra prevista para começar em 2025, e, desta forma conseguiu incrementar em até 700 litros de água por segundo o volume do SAIC, fundamental para que as barragens chegassem ao nível de 80%, e encerrando o rodízio no abastecimento da RMC. A empresa concluiu ainda dois novos reservatórios de água tratada em Curitiba: o Butiatuvinha e o Lamenha Pequena, com instalação de adutoras e estações elevatórias com o objetivo de melhorar a distribuição da água na capital e cidades vizinhas. A Sanepar substituiu também uma das adutoras que levam água da captação até a Estação de Tratamento de Água (ETA) Iguaçu. Com 1,5 km de extensão, a nova tubulação aumenta a segurança operacional de produção de água da ETA Iguaçu, a maior do Paraná.

Já na área de esgotamento sanitário, a empresa ampliou a Estação de Tratamento de Esgoto Belém, elevando a capacidade de tratamento de 1.500 litros por segundo para 2.520 litros por segundo. A Sanepar irá expandir ainda o sistema de esgotamento sanitário de Colombo, com 99 km de coletores e rede coletora, que vão atender mais 4.200 famílias. A ampliação do serviço de esgoto em São José dos Pinhais está concluída, com uma estação elevatória, 41 km de rede coletora, que atende a 2.698 famílias.