22/05/2017 RESÍDUOS

WiseWaste adquire negócio de lonas da Bemis e cria a Boomera

Com a aquisição do negócio de lonas da fabricante de embalagens Bemis, a startup WiseWaste cresce seis vezes em tamanho e passa a adotar um novo posicionamento no mercado brasileiro com o nome de Boomera. A expectativa da Boomera é de inovar na reutilização de resíduos complexos em matérias-primas e produtos, além de aproveitar todas as sinergias e complementariedades dos negócios da Bemis com as lonas Carreteiro. A projeção é que o faturamento da Boomera seja de R$ 100 milhões até 2020.
 
A Boomera nasce com um crescimento de 20 para 121 colaboradores e tem como objetivo dar escala na transformação de resíduos pouco aproveitáveis em produtos ou matéria-prima que retorna ao ciclo industrial. “Apenas 3% do lixo produzido no Brasil é reciclado. Queremos aproveitar esse imenso potencial desperdiçado, assim fazemos pesquisas utilizando tecnologia de ponta e desenvolvemos soluções para resíduos não convencionais, como as fraldas sujas”, explica Guilherme Brammer, empreendedor da startup WiseWaste e agora CEO da Boomera. As oportunidades de crescimento desta operação estão fundamentadas no desenvolvimento de soluções, conhecimento e realizações da WiseWaste para diversas empresas como Procter & Gamble, Braskem, PepsiCo e Natura. “Temos patentes de reciclagem de fraldas pós consumo, uma planta para reciclagem de cápsulas de café, um laboratório de P&D em parceria com o Mackenzie e agora um novo negócio que nos proporciona produção em grande escala”.
 
“Trabalhamos com tecnologia e conectamos toda a cadeia produtiva para transformar resíduo em matéria-prima novamente. O lixo vira sucata pelas cooperativas associadas, aplicamos ciência, usamos o design como método e devolvemos um novo produto de alta qualidade para a sociedade”, explica Brammer. A WiseWaste utiliza o conceito de engenharia circular, onde qualquer tipo de resíduo  retorna para o ciclo produtivo, diferentemente da economia linear, onde os recursos são usados para uma finalidade e depois descartados. 

Veja também