22/02/2018 RIOS

#VoltaPinheiros cobra autoridades

Quatro meses após o seu lançamento, o movimento #VoltaPinheiros tornou a cobrar as autoridades sobre o descaso em relação à atual situação do rio Pinheiros, um dos principais da cidade de São Paulo. O movimento enviou 50 kits para a Câmara Municipal de Vereadores, Prefeituras Regionais, Prefeitura Municipal de São Paulo e Governo do Estado, incluindo agentes da CPTM, SABESP, EMAE, o Governador Geraldo Alckmin e o Prefeito João Doria. 
 
“Tivemos apenas uma reunião com o secretário adjunto e depois disso ficamos no esquecimento, assim como o Rio Pinheiros. É triste perceber que a cidade adoraria contribuir para um movimento desses e as autoridades responsáveis continuem tão acomodadas”, explica Marcelo Reis, idealizador do movimento. O kit contém uma mensagem destinada aos políticos, pedindo respostas sobre pontos que nunca foram esclarecidos. De forma lúdica, uma almofada em formato de emoji de cocô complementa a mensagem: “Esta almofada é um confortável presente para quem consegue dormir com o Rio Pinheiros desse jeito”. 
 
Entre outras medidas, o movimento cobra quando Governo estadual e Prefeitura vão se reunir para adotar medidas necessárias à efetiva execução dos contratos, planos e metas de saneamento que vêm sendo sistematicamente adiados e até mesmo quando a Prefeitura vai passar a atuar de forma incisiva para que os investimentos já realizados não se percam, uma vez que dados comprovam que cerca de 70 mil imóveis na cidade de São Paulo não têm ligação com a SABESP, despejando todo seu esgoto diretamente no rio.