28/03/2019 FAUNA

Soltura de 38 mil quelônios no Pará

O projeto de conservação ambiental Pé-de-Pincha, realizado em Oriximiná (PA), conseguiu devolver à natureza 38 mil quelônios na temporada 2018, encerrada este mês. A ação é uma parceria entre a Mineração Rio do Norte (MRN), Universidade Federal do Amazonas (UFAM), comunitários, Ibama, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e prefeituras de 118 comunidades de municípios das calhas dos rios Amazonas, Juruá e Negro. No Pará, o projeto é realizado nos municípios de Oriximiná e Terra Santa.
 
“O projeto é de grande importância para o desenvolvimento sustentável da Amazônia, ao estimular a conservação de quelônios através de manejo participativo, envolvendo comunidades e instituições locais, que recebem capacitação e acompanhamento da UFAM e de parceiros. Para os próximos três anos, a empresa prevê investimentos da ordem de R$ 270 mil no projeto”, diz Marcelo Dultra, gerente de Meio Ambiente da MRN. O projeto Pé-de-Pincha tem reforçado as ações de educação ambiental nas comunidades, e, consequentemente, a preservação de espécies de quelônios do Bioma Amazônico. A iniciativa contribui para a formação de docentes e acadêmicos da UFAM. Na universidade, o Pé-de-Pincha é conduzido como programa de extensão, promovendo treinamentos e palestras sobre a biologia dos animais, relações com comunidades, legislação, entre outras ações.