05/07/2019 ENERGIA RENOVÁVEL

Setor já emprega 11 milhões de pessoas

Segundo a última análise da Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA), o setor empregou aproximadamente 11 milhões de pessoas em todo o mundo em 2018, contra 10,3 milhões do ano anterior. A mais recente edição da Pesquisa Anual sobre Energia Renovável e Empregos apontou que à medida que os países fabricam, comercializam e instalam tecnologias de energia renovável, os empregos atingem seu ponto mais alto. 
 
Até agora, as indústrias de energia renovável permaneceram relativamente concentradas em um punhado de grandes mercados, como China, Estados Unidos e União Europeia. No entanto, os países da Ásia Oriental e do Sudeste surgem ao lado da China como principais exportadores de painéis solares fotovoltaicos (PV). Malásia, Tailândia e Vietnã responderam por uma grande parcela dos empregos em energia renovável em 2018, o que manteve a Ásia com 60% dos empregos em energia renovável globalmente. “Além das metas climáticas, os governos estão priorizando as energias renováveis como um motor do crescimento econômico de baixo carbono, reconhecendo as inúmeras oportunidades de emprego criadas pela transição para as energias renováveis”, disse Francesco La Camera, diretor-geral da IRENA. 
 
Entre as fontes renováveis, a energia solar fotovoltaica segue na liderança à frente de biocombustíveis líquidos, energia hidrelétrica e energia eólica. Geograficamente, a Ásia concentra mais de três milhões de empregos fotovoltaicos, quase nove décimos do total global. A maior parte da atividade da indústria eólica ainda ocorre em terra e é responsável pela maior parte dos 1,2 milhão de empregos do setor. Só a China é responsável por 44% do emprego global eólico, seguida pela Alemanha e pelos Estados Unidos. A energia eólica marítima poderia ser uma opção especialmente atraente para alavancar a capacidade doméstica e explorar as sinergias com a indústria de petróleo e gás.
 
O mercado de trabalho de energia renovável no Brasil também cresceu em 2018. De acordo com o IRENA, o Brasil empregou mais de 830 mil trabalhadores nesse segmento (biocombustíveis). Em outros setores, como geração eólica e solar, o País empregou cerca de 40 mil pessoas em aquecimento solar de água; 34 mil na cadeia da energia eólica; e 15 mil em solar.

Veja também

10/09/2019
ENERGIA EÓLICA | BNDES certifica turbina da Vestas
02/09/2019
ENERGIA SOLAR | Eternit lança telha fotovoltaica
23/08/2019
ENERGIA SOLAR | AES Tietê inaugura complexos solares
23/08/2019
BIOELETRICIDADE | Mercado Livre beneficia consumidor
14/08/2019
ENERGIA SOLAR | Geração no Brasil ultrapassa 1 GW
05/07/2019
FONTES RENOVÁVEIS | Energia solar para operar ETE
17/06/2019
FONTES LIMPAS | Santander quer ser 100% renovável
10/06/2019
FONTES RENOVÁVEIS | Google tem 100% de consumo