30/06/2016 COPROCESSAMENTO

Setor de cimentos destrói 1,5 milhão t em 2015

O Diretor de Tecnologia da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP), Yushiro Kihara, disse que a indústria do cimento coprocessou, em 2015, aproximadamente 1,5 milhão de toneladas de resíduos, o que representa uma redução de 13,4% da matriz de combustíveis do setor. O setor possui um potencial de destruição de resíduos de aproximadamente 2,5 milhões de toneladas.

A ABCP informou ainda que a indústria coprocessou mais de 350 mil toneladas de pneus, o que equivale a cerca de 60.270 mil pneus automotivos inservíveis destruídos. O coprocessamento é a tecnologia em que o mesmo forno que é usado para fazer cimento é também utilizado para destruir resíduos e material inservível. No processo, os resíduos industriais e pneus são utilizados como combustíveis da chama dos fornos e também substituto de matéria-prima (componentes do calcário e da argila).

O coprocessamento é um processo controlado por agências ambientais e não altera a qualidade do cimento. É uma alternativa significativa para a destruição segura de resíduos causadores de passivos ambientais e doenças, além de contribuir para mitigação das emissões de CO2.

Veja também

25/09/2019
COPROCESSAMENTO | Votorantim Cimentos lança marca Verdera
17/09/2019
LOGÍSTICA REVERSA | HUBs ajudam na reciclagem de vidro
10/09/2019
RESÍDUOS REFRATÁRIOS | RHI Magnesita recicla mais de 17 mil t
26/07/2019
RECICLAGEM | Recicla Sampa faz sucesso
11/07/2019
LOGÍSTICA REVERSA | Startup recolhe vidro para reciclagem
05/07/2019
BAIXADA SANTISTA | Coleta de latas de tintas pós-consumo