São Paulo capta US$ 100 milhões para obras

24/05/2021

O Governador do Estado de São Paulo, João Doria, anunciou a captação de US$ 100 milhões para financiamento de projetos de saneamento básico e água potável, por meio de parceria firmada pelo banco estadual Desenvolve SP com a IFC, membro do Grupo Banco Mundial, e com o Santander Brasil. Do valor total, 75% serão destinados às obras do programa de despoluição Novo Rio Pinheiros, enquanto o restante atenderá a projetos sustentáveis de micro e pequenas empresas voltados à preservação de recursos hídricos e tratamento de resíduos sólidos. "O Governo de São Paulo acaba de captar R$ 530 milhões, adicionalmente ao que já se investe na limpeza e despoluição do rio Pinheiros, que até o final de 2022 será entregue limpo e despoluído para a população do Estado", disse Doria. 

Este é o primeiro financiamento da IFC a uma instituição de fomento controlada por agente público. Também de forma inédita, o Desenvolve SP realizou a operação em formato A/B Loan, mecanismo que permite que sejam captados, indiretamente, recursos de bancos privados, maximizando o aporte inicial da IFC de US$ 75 milhões. Assim, o Santander Brasil se somou ao projeto como cofinanciador, fornecendo US$ 25 milhões, além de ser responsável pelo repasse total dos recursos em reais, protegendo toda a operação contra as variações cambiais. 

Os recursos serão disponibilizados para financiamento dos projetos das empresas vencedoras dos editais da Sabesp para execução de obras de construção de infraestrutura de coleta e tratamento de esgoto nas bacias do Jaguaré, Pirajuçara, Cidade Jardim/Morumbi, Morro do S, Ponte Baixa, Socorro, Corujas/Rebouças, Águas Espraiadas, Cordeiro, Pouso Alegre/Santo Amaro/Poli, Aterrado/Zavuvus e Pedreira/Olaria. As empresas terão condições de financiamento facilitadas por meio da linha de crédito Economia Verde (LEV), operada pelo Desenvolve SP, que apoia exclusivamente projetos com foco em desenvolvimento socioambiental.

O Desenvolve SP realizou em 2020 o maior financiamento de sua história para o Programa, com R$ 70 milhões para a construção de infraestrutura de coleta de esgoto na bacia do Jaguaré e sua ligação às residências, que vai beneficiar mais de 58 mil famílias. Até o momento, o banco destinou, no total, R$ 84 milhões para a revitalização do rio. "A parceria com entes internacionais mostra a confiança e credibilidade do investidor no Estado de São Paulo e garante a aplicação de recursos nestes projetos que beneficiam a saúde da população e o nosso meio ambiente", explicou o Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado, Marcos Penido.

A revitalização do Pinheiros deve beneficiar mais de três milhões de pessoas no entorno da Bacia. O projeto é coordenado pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, com a participação das empresas Sabesp, Companhia Ambiental do Estado de São Paulo - Cetesb, Departamento de Águas e Energia Elétrica - DAEE e Empresa Metropolitana de Águas e Energia - EMAE, além da Prefeitura de São Paulo.