06/10/2017 SANEAMENTO

Sanasa assina contrato de R$ 415 milhões

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, e o presidente da Sanasa, Arly de Lara Romêo, assinaram, juntamente com representantes da Caixa, dois contratos de financiamento para obras de saneamento no município paulista. 
 
Os recursos, no valor total de R$ 415.172.018,69 - sendo 387,3 milhões de financiamento e R$ 27,8 milhões de contrapartida da Sanasa, são provenientes do FGTS, por meio do Programa Saneamento para Todos, do Ministério das Cidades. O primeiro contrato, de R$ 141,7 milhões, será destinado para o sistema de abastecimento de água e inclui a implantação de uma adutora de água bruta com extensão de 2.700 metros e de seis subadutoras com extensão total de 31.230 metros. Também está prevista a construção de 27 reservatórios, com capacidade total de 65,33 milhões de litros, e de quatro estações elevatórias de água. Serão implantados ainda 57.828 metros de redes de distribuição.
 
O segundo contrato, de R$ 273,4.milhões, será aplicado no sistema de esgotamento sanitário. O montante será destinado à implantação de 141.858 metros de redes coletoras, de 30.040 metros de interceptores e coletores tronco e de 17.226 metros de linhas de recalque. Também serão construídas 21 estações elevatórias de esgoto bruto e ampliadas seis estações de tratamento de esgoto.
 
“De acordo com um cálculo da construção civil, cada cem milhões de reais investidos no setor geram dois mil e quinhentos empregos. Poderíamos dizer então que esse investimento, depois de concluído, deve gerar cerca de 10 mil empregos” disse o prefeito de Campinas. As obras vão beneficiar cerca de 800 mil habitantes e ajudarão Campinas a quase atingir a universalização dos serviços, com 100% de coleta, afastamento e tratamento de esgoto e outros 100% de distribuição de água tratada. Hoje, os índices são de 93,21% e 99,56%, respectivamente.Com a assinatura dos contratos de financiamento, a Sanasa iniciará os procedimentos para a licitação das obras.

Veja também