20/05/2019 AEGEA

Receita líquida cresce 51%

A Aegea obteve receita líquida de R$ 518,3 milhões no 1º trimestre de 2019, um crescimento de 51% sobre o mesmo trimestre do último ano. O Ebitda atingiu R$ 283,9 milhões, 67,7% superior ao mesmo trimestre de 2018, enquanto a margem EBITDA foi de 54,8%, um aumento de 5,5% na mesma comparação. 
 
O crescimento da concessionária é explicado em boa parte pela aquisição da Águas de Manaus, em meados de 2018, e que foi responsável por 72,8% do aumento da receita líquida da holding, sendo atualmente a segunda maior concessionária em termos de fonte de faturamento, correspondendo a 22,6% da receita total da companhia. A Aegea também teve ganhos de eficiência em suas operações, como a redução do consumo unitário de energia, de 0,646 kWh/m3 para 0,630kWh/m3. A taxa de inadimplência caiu 1,5% no acumulado anual até março de 2019, correspondendo a 2,9% da base de clientes da empresa.
 
Nos últimos 12 meses a Aegea investiu R$ 671,1 milhões, 17,6% a mais que no mesmo período do ano anterior, principalmente pela aquisição das novas concessões. A empresa fechou o trimestre com um endividamento bruto de R$ 3,8 bilhões e um perfil de dívida de 91,4% no longo prazo e 8,6% no curto prazo, com um cronograma de amortização da dívida de 5,3 anos, com custo médio de 8,9%. A Aegea consolida 49 concessionárias de saneamento básico pelo país. 

Veja também

17/06/2019
ARTIGO | A Guerra das águas continua
03/06/2019
PARANÁ | Sanepar investirá R$ 7 bilhões
03/06/2019
SANEAMENTO | Limeira já tem esgoto universalizado
27/05/2019
SANEAMENTO | Quase R$ 500 bi para universalisação
27/05/2019
MACROMETRÓPOLE PAULISTA | Os impactos do crescimento desordenado
20/05/2019
SANEAMENTO | Abcon se posiciona a favor de MP
13/05/2019
SANEAMENTO | Comissão Mista aprova MP 868