23/01/2017 RECICLAGEM

P&G quer eliminar resíduos até 2020

A Procter&Gamble (P&G) anunciou investimentos adicionais em reciclagem e reutilização que eliminarão todos os resíduos de fabricação de sua rede global de mais de 100 unidades de produção até 2020. Desde que a P&G começou a qualificar suas plantas como zero manufacturing waste to landfill ou zero resíduo de fabricação para aterros sanitários, 56% de suas fábricas em nível global conseguiram atingir a meta. A empresa quer completar a meta com instalações pendentes nos próximos quatro anos. Isso significa eliminar ou reutilizar cerca de 650 mil toneladas métricas de resíduos, o equivalente ao peso de cerca de 350 mil carros de tamanho médio que normalmente iriam para o aterro sanitário.

"Estamos acelerando o processo em direção à nossa visão e obrigando a nós mesmos a fazer mais - com menos desperdício", disse Shailesh Jejurikar, Sponsor Executivo de Sustentabilidade e Presidente Global de Cuidado com a Roupa. "Desde 2010, temos trabalhado em direção a nossa visão de enviar zero resíduo de fabricação e de consumo a aterros sanitários. Este anúncio marca outro passo em nosso caminho”.

A P&G alcançará suas metas de desperdício zero, garantindo que todos os materiais utilizados: tornem-se produtos acabados; sejam reciclados internamente ou externamente; sejam reutilizados de formas alternativas através de parcerias.

Em Lima, no Peru, os resíduos líquidos da P&G de produtos como Tide e Gain tornam-se fontes alternativas de combustível para veículos. Com os materiais laminados de plástico não reciclável de nossas plantas em Mandideep e Baddi, na Índia, são feitas tiras e painéis prensados de baixo custo para construções. Com estas medidas, a empresa não só está reutilizando e reciclando para suas próprias necessidades, mas investindo em comunidades locais por meio da conversão de resíduos em matéria-prima para outras empresas. Em 19 países (Alemanha, Reino Unido, Polônia, Japão, México, Espanha, Egito, Bélgica, Irlanda, Vietnã, Hungria, Indonésia, República Tcheca, Romênia, Singapura, Coreia, Tailândia, Turquia e Paquistão), todas as instalações de produção cumpriram a classificação zero resíduo, e a P&G está próxima de 100% das unidades de produção em outros países, incluindo China e Índia. "Nossos funcionários estão usando as mesmas habilidades de inovação e mentalidade zero perdas que utilizam na fabricação de nossos produtos para a valorização de resíduos", disse Yannis Skoufalos, Presidente Global de Logística. "Por exemplo, os surfactantes residuais de Head & Shoulders na China têm uma nova finalidade para lavagem de carro, enquanto o excedente de nossa fábrica de Tampax no Canadá é usado para fazer produtos de contenção de vazamentos de emergência. Estas parcerias externas inovadoras permitem que nossas fábricas vejam os resíduos não como lixo, mas como algo com valor potencial para outra pessoa".