25/06/2018 ÁGUA PÓTAVEL

Perdas equivalem a 7 mil piscinas olímpicas

Segundo levantamento do Instituto Trata Brasil, o País desperdiçou o equivalente a sete mil piscinas olímpicas por dia ou seis vezes a capacidade do Cantareira cheio em 2016. A perda financeira quase alcançou valor total de investimento do setor de saneamento básico no País no ano, de R$ 11,5 bilhões. O desperdício é causado no geral por vazamentos nas tubulações, erros de leitura de hidrômetros, roubos e fraudes. Os números são do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) de 2016. 
 
O estudo ainda aponta que o índice de perdas na distribuição de água no País em 2016 é o maior em cinco anos. Entre 2012 e 2015, o percentual variou pouco, de 36,7% para 37%, apontando uma estabilidade. Em 2016, porém, a tendência foi de alta, chegando a 38,1%.

Veja também

18/03/2019
DIA MUNDIAL DA ÁGUA | ‘A Água que Falta’ para debater e assistir
07/03/2019
MANANCIAIS | Fundação BB e Copasa lançam edital
07/03/2019
INUNDAÇÕES | Volvo e NG tentam salvar comunidade
29/01/2019
DESSALINIZAÇÃO | ArcelorMittal anuncia projeto no ES
21/01/2019
SEGURANÇA HÍDRICA | Dessalinização e reúso devem crescer
14/01/2019
RECURSOS HÍDRICOS | Prazo para declaração de uso vai até 31/1
06/11/2018
ARCELORMITTAL | Premiação por Gestão da água
07/08/2018
SEMIÁRIDO | Vendas da AMA atingem R$ 2 milhões