19/03/2018 MATA ATLÂNTICA

Os Três Porquinhos alertam para preservação

A Fundação SOS Mata Atlântica lançou releitura do clássico infantil ‘Os Três Porquinhos’. Produzida em parceria com a agência DPZ&T, a nova campanha mostra uma continuação para a história, relacionando-a diretamente com a importância da restauração da floresta. A campanha será veiculada na TV, em mídia exterior nas cidades de São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro, Fortaleza, nos cinemas, jornais, rádios, portais, em redes como Facebook e YouTube, além dos canais institucionais da ONG.
 
“Nossa versão começa depois que a história original acaba! Sentindo-se seguros pelos muros de tijolos, os animais destroem a floresta para construir mais casas, empresas e indústrias. O que eles não esperavam era que a mata fosse fazer tanta falta...”, diz Marcia Hirota, diretora executiva da Fundação SOS Mata Atlântica. 
 
A animação da Vetor Zero é narrada pelos animais que representam as pessoas na luta pela preservação ambiental. O filme mostra um novo cenário, em que o progresso e a natureza podem viver em harmonia. E mostra ainda que, mesmo restando apenas 12,4% de mata nativa, é possível reverter a situação e construir um ambiente harmonioso entre os seres humanos e a floresta. “A maior dificuldade para comunicar as causas ambientais é que muita gente não se coloca na condição de habitante da Mata Atlântica. Com a campanha, estamos dizendo às pessoas que lutar pela Mata é lutar por todos nós. E o recurso mais direto para passar essa mensagem, e conectar pessoas de todas as idades, é a fábula”, explica Daniel Motta, diretor de Criação da DPZ&T, que também assina a trilha composta para o filme ao lado da produtora de áudio Lucha Libre.