17/08/2018 POLUIÇÃO DO AR

O impacto do turismo no verão europeu

Segundo levantamento da Transport & Environment (T & E) ao visitar as dez cidades mais populares e poluídas na temporada do verão europeu, o turista pode estar ‘fumando’ o equivalente a quase quatro cigarros. A T & E acredita que esta é a primeira vez que dados do turismo e de qualidade do ar em tempo real foram combinados para dar aos turistas um alerta sobre o risco que enfrentam neste verão. O coordenador de assuntos relacionados a qualidade do ar e óleo diesel da T & E, Jens Müller, alerta: “Quando a poluição do ar é ruim, somos aconselhados a evitar fazer refeições ou exercícios ao ar livre. Mas andar pelas cidades e comer nos terraços dos restaurantes é o que mais se faz nas férias na Europa. Neste momento, turistas, incluindo crianças, são mais ou menos forçados a fumar, em termos de impactos na saúde”. A poluição pode ser muito pior do que a reconhecida oficialmente. Isso porque as autoridades costumam equipar as estações de monitoramento para ocultar resultados ruins, colocando-os em parques, ruas calmas ou desligando-os completamente. 
 
A Comissão Europeia está processando os governos da Romênia e da Bélgica por adotarem tais medidas. Para combater este tipo de ação dos governos, grupos de cidadãos lançaram projetos de monitoramento em resposta. A qualidade constatada é muito pior que os dados oficiais na Itália, Alemanha, Bulgária e Bélgica. Em locais como o Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Hungria e Romênia houve multas na casa dos bilhões de euros por violar os padrões de poluição do ar da UE. 
 
A poluição do ar é a segunda maior preocupação ambiental para os europeus e pesquisa sugere que os turistas estão evitando Hong Kong devido à poluição local. O paralelo entre a poluição do ar e o consumo de cigarros é baseado na pesquisa de Berkeley Earth, que se concentra em matéria particulada, um tipo comum de poluição do ar.
 
Os principais emissores de material particulado nas cidades europeias são os carros. Segundo o estudo, as montadoras violam frequentemente as leis de eficiência de combustível, liberando veículos mais poluentes do que deveriam. A indústria afirma que os veículos modernos a diesel são limpos, mas checagens revelam que isso é falso, com a maioria emitindo até 18 vezes o limite legal de poluição NO2. Como resultado, Paris, Londres, Hamburgo e Milão começaram a restringir os motores a diesel. 
 
Jens disse: “Os gestores urbanos precisam controlar a poluição do ar ou arriscar uma reação dos turistas. Os carros são a pior causa da poluição do ar nas cidades durante o verão. Os fabricantes de carros devem ter um prazo para realmente limpar a bagunça que criaram. Se eles falharem, os carros poluentes devem ser rapidamente banidos das cidades para proteger os moradores”.