20/10/2017 GUARAPIRANGA

Livro traz os 100 anos da represa

Um grupo de docentes do curso de Mestrado em Análise Geoambiental da Universidade UNG participaram da elaboração dos capítulos dois e três do livro "100 anos da Represa Guarapiranga: Lições e Desafios", da editora CRV. A obra traz abordagem multidisciplinar ao abranger a associação da bacia hidrográfica, uso e ocupação do solo, marcadores ambientais químicos, biológicos e interferentes ambientais na água e nos sedimentos superficiais. As condições atuais da qualidade da água da represa, os efeitos da eutrofização e de contaminantes e seus impactos na saúde pública, também são discutidos. 
 
A pesquisa contou com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), e a colaboração de 60 especialistas, entre eles, os professores Antônio Roberto Saad, Anderson Targino, Fabrício Bau Dalmas, Antônio Manoel Oliveira, Alex Ubiratam Peloggia, Marcio Roberto Andrade e William Queiroz. 
 
"O livro é importante, pois conta a história da represa Guarapiranga e suas transformações tanto de uso e ocupação como de qualidade ambiental, e gera indicadores para uma gestão adequada desse manancial necessário para milhões de habitantes da Região Metropolitana de São Paulo", diz a coordenadora do curso de Mestrado em Análise Geoambiental da Universidade UNG, Regina de Oliveira Moraes Arruda. 
 
A represa Guarapiranga fornece água potável para mais de quatro milhões de pessoas que vivem no Estado de São Paulo. A represa teve sua construção iniciada em 1906 e concluída dois anos depois, em 1908, para geração de energia elétrica para a cidade.