30/10/2017 RECICLAGEM

Estação Espacial terá recicladoras de objetos

A Braskem e a Made In Space, empresa norte-americana no desenvolvimento de impressoras 3D para operação em gravidade zero e fornecedora da NASA, estão ampliando o projeto ‘Imprimindo o Futuro’. A partir de 2018, os astronautas na Estação Espacial Internacional (International Space Station – ISS) poderão utilizar uma recicladora de objetos e embalagens plásticas, capaz de aumentar ainda mais a autonomia e a sustentabilidade das futuras missões fora do Planeta Terra. Esta será a primeira operação comercial de reciclagem de plástico na história das missões espaciais.
 
Em março de 2016 a parceria levou o I’m green, plástico de origem renovável a partir da cana-de-açúcar, para ser empregado na impressão de ferramentas e peças de reposição pelos astronautas. A expectativa é que a recicladora chegue à Estação Espacial no segundo semestre de 2018 e complete, de forma sustentável, inovadora e eficaz, o ciclo do plástico na ISS. A invenção vai contribuir para a redução dos custos das missões espaciais e para a redução do peso transportado a partir da Terra. 
 
A máquina consiste em um sistema de moagem e extrusão de plásticos, produzindo um filamento adequado à impressora 3D, que já se encontra instalada na Estação Espacial Internacional. Com a recicladora, os astronautas poderão reutilizar, em outras funções, as ferramentas e peças de Polietileno Verde fabricadas anteriormente na impressora 3D, além de outros materiais plásticos já existentes na ISS e sem uso, como embalagens de alimentos. “Este é o segundo passo da nossa parceria com a Made In Space, na qual propomos fechar o ciclo do plástico com sustentabilidade, desde a produção do Polietileno Verde a partir da cana-de-açúcar até a reciclagem do polímero para novos fins”, afirma Patrick Teyssonneyre, diretor de Inovação e Tecnologia da Braskem.