29/08/2017 RESÍDUOS SÓLIDOS

Enfil traz tratamento térmico para o Brasil

A Enfil Controle Ambiental trouxe para o mercado brasileiro o sistema de tratamento térmico de resíduos sólidos, algo já muito utilizado na Europa. A incineração continua como parte do sistema, mas a principal novidade é a não emissão de gases tóxicos produzidos na combustão. 
 
A empresa explica que o calor decorrente da combustão do resíduo sólido urbano aquece um sistema de água desmineralizada. O vapor produzido alimenta turbinas responsáveis pela conversão de energia térmica em elétrica, que é repassada para a rede pública. “A incineração em si é capaz de reduzir o volume de resíduos em cerca de 90%, diminuindo drasticamente o total que chega aos lixões”, diz Diego Tarabini, Gerente de Desenvolvimento da Enfil. O profissional acrescenta ainda que o material residual poderia passar por um processo de triagem para separação de materiais recicláveis. “O tratamento térmico oferece uma maneira segura e comprovada para reduzir as quantidades de resíduos, atendendo às questões ambientais”.
 
O sistema também trata os gases provenientes da incineração. Desta forma, o material particulado, NOx, SOx, dioxinas e furanos, mercúrio e outros componentes nocivos à saúde e ao meio ambiente são eliminados. 
 
O equipamento utilizado pela Enfil é fabricado pela alemã Steinmüller Babcock Environment, famosa no mercado internacional por suas soluções ecologicamente corretas. “A tecnologia que trouxemos ao Brasil é comprovadamente eficiente. O sistema de queima em grelha é utilizado há mais de 50 anos em dezenas de países da Europa”, diz Tarabini.