31/07/2017 ENERGIA EÓLICA

EGPB inicia operações em Cristalândia

Através da subsidiária brasileira de energia renovável Enel Green Power Brasil Participações (EGPB), o Grupo Enel iniciou operações no parque eólico de Cristalândia (BA), localizado nos municípios de Brumado, Rio de Contas e Dom Basílio. “Estamos muito felizes em anunciar que a Enel está colocando em operação mais uma planta de energia renovável concedida em leilão público”, afirmou Carlo Zorzoli, Country Manager da Enel no Brasil.
 
O Grupo investiu aproximadamente US$ 190 milhões na construção de Cristalândia, que foi outorgada à EGPB através do Leilão de Fontes Alternativas (LFA) em abril de 2015. O projeto eólico é apoiado por acordos de compra de energia de 20 anos com uma seleção de empresas de distribuição de energia brasileiras. O novo parque eólico tem capacidade total instalada de 90 MW. “Na Bahia, onde o parque eólico Cristalândia está localizado, gerenciamos cerca de 1.3 GW de capacidade renovável tanto em operação quanto em construção, impulsionados pela grande riqueza do Estado em fontes limpas de energia. Por todo o Brasil, estamos nos esforçando para apoiar a economia de maneira responsável, contribuindo para a diversificação do mix de energia por meio de  fontes renováveis e implementando iniciativas sustentáveis visando a criação de valor compartilhado localmente”. 
 
O parque eólico é capaz de gerar cerca de 350 GWh por ano, o suficiente para atender às necessidades anuais de consumo de energia de mais de 170 mil lares brasileiros, evitando a emissão de aproximadamente 118 mil toneladas de CO2 na atmosfera. Na Bahia, a EGPB opera atualmente um total de 711 MW de capacidade solar e eólica e está construindo mais 600 MW de projetos utilizando estas duas tecnologias renováveis.
 
No Brasil, o Grupo Enel, através de suas subsidiárias EGPB e Enel Brasil, tem uma capacidade instalada total em renováveis de 1.659 MW, dos quais 490 MW de energia eólica, 279 MW de energia solar e 890 MW de energia hidrelétrica, bem como cerca de 900 MW de capacidade atualmente em construção, dos quais 352 MW eólicos e 541 MW solares.
 

Veja também