18/08/2016 BIODIVERSIDADE

CNPq disponibiliza R$ 18,2 milhões para Peld

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), agência do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), lançou chamada pública do Programa de Pesquisa Ecológica de Longa Duração (Peld), com R$ 18,2 milhões para o financiamento de estudos em sítios de referência em Ecologia de Ecossistemas e Conservação da Biodiversidade. O edital fica aberto até 15 de setembro.

Do valor total, R$ 12,3 milhões sairão da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), vinculada ao Ministério da Educação, e mais R$ 5,9 milhões, do orçamento do CNPq. O valor máximo por proposta é de R$ 800 mil, por um período de quatro anos. O edital prevê financiamento de itens de capital, custeio e bolsas nas modalidades de apoio técnico, iniciação científica, mestrado, doutorado e pós-doutorado.

O montante pode se somar a 210 mil libras esterlinas do Fundo Newton, contrapartida britânica em projetos desenvolvidos em colaboração com entidades sediadas na Grã-Bretanha, a partir de um edital específico do programa Institutional Links.

Há previsão, ainda, de recursos adicionais de fundações estaduais de amparo à pesquisa (FAPs), que podem ajudar a financiar projetos aprovados em seus estados. Até o momento, 25 FAPs aderiram à chamada pública do CNPq. Podem participar pesquisadores com título de doutor e vínculo celetista ou estatutário com a instituição executora. As equipes devem ser interdisciplinares e a proposta tem que prever um componente de divulgação científica. Os projetos aprovados passam a compor a rede Peld, que busca a produção de conhecimento de forma integrada às demandas da sociedade.

Veja também