05/06/2017 ENERGIA SOLAR

CDHU lança licitação para residencial em SP

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) de São Paulo abriu, dia 31 de maio, a licitação para a construção do primeiro residencial vertical que irá produzir energia a partir da luz solar, por meio de placas fotovoltaicas. A medida vai proporcionar desconto na conta do apartamento e do condomínio dos moradores. O conjunto será construído em Aparecida, na região administrativa de São José dos Campos, com 62 moradias para famílias de baixa renda.
 
A previsão é que a construtora responsável seja selecionada e o contrato assinado até setembro, com início da construção do Conjunto Habitacional Aparecida B a partir de novembro. O investimento previsto é de R$ 9,3 milhões. A energia limpa poderá ser consumida no próprio residencial ou ser enviada para a rede de distribuição de energia. Está prevista uma geração de 50 kWh (quilowatt-hora)/mês por habitação, o que representa cerca de R$ 30 de economia na conta mensal de cada família.
 
No total, serão instalados 152 módulos de placas fotovoltaicas no telhado dos quatro blocos e que irão gerar em torno de 4.760 KWh/mês. A energia será destinada principalmente para as áreas comuns – estacionamento, espaços de circulação entre o condomínio e hall das escadas – e também para as moradias.
 
A novidade é resultado da parceria entre as secretarias da Habitação e de Energia e Mineração. A Subsecretaria de Energias Renováveis, da Secretaria de Energia e Mineração, coordenou os estudos que apontam o potencial de energia solar do estado de São Paulo para geração fotovoltaica de 12 TWh/ano.

Veja também

29/09/2017
FONTES LIMPAS | Tocantins lidera ranking de competitividade
08/09/2017
ENERGIA EÓLICA | Enel inicia operação em Delfina
24/08/2017
ENERGIA SOLAR | Japoneses desenvolvem carro em universidade
16/08/2017
FONTES ALTERNATIVAS | Energia solar no Minha Casa, Minha Vida
16/08/2017
ENERGIA SOLAR | São Paulo regula licenciamento de projetos
09/08/2017
ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA | Brasil atinge marca recorde de 100 MW