ABASTECIMENTO

Adutora leva água do Rio Grande à capital paulista

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) colocou em operação nova adutora que permitirá, pela primeira vez, levar água do Sistema Rio Grande para abastecer a capital paulista. A adutora ligará o Parque Real, em Diadema, à região de Pedreira, na capital paulista, e levará água do Rio Grande para bairros como Balneário São Francisco, Cidade Júlia, Eldorado, Jardim Apurá, Jardim Guacuri, Jardim Rubilene, Jardim Selma e Pedreira.

O investimento foi de R$ 7,6 milhões. A adutora tem 2,1 km de extensão e foi implantada com mão-de-obra própria da Sabesp. Com a obra, a Companhia pretende reduzir ainda mais a utilização do Sistema Cantareira. Isto acontecerá porque a água do Rio Grande passará a abastecer cerca de 250 mil pessoas na região dos bairros citados, que deixarão de ser atendidos pelo Guarapiranga, gerando uma “sobra” neste sistema.

Essa “sobra”, por sua vez, irá para diversos bairros que hoje recebem água do Cantareira. Agora, com a “sobra” de água que será gerada pelo avanço do Sistema Rio Grande, os bairros “flex” (atendidos pelo Cantareira e Guarapiranga) terão preferencialmente água do Guarapiranga. Entre esses bairros com flexibilidade estão o Ipiranga, na zona sul da capital, Pinheiros, na zona oeste, e parte da cidade de Osasco.